Trams

Aqui em Viena eu ando de metrô e “trams”. Esses trams são basicamente bondes, mas eu achei “bonde” um nome muito antigo pro que eu vejo aqui… Eles são fechados (claro, com esse frio…) e passam por trilhos no asfalto e também são guiados por uma linha acima deles, tipo um bonde mesmo. E tem dois tipos, um mais antigo com assentos de madeira e outro mais novo. Esse novo parece um metrô super moderno que anda nas ruas. As portas abrem só se vc encosta em um botãozinho pedindo pra abrir a porta, os assentos são acolchoados, tem um letreiro luminoso falando em que ponto ele vai parar, e ele parece deslizar no asfalto. Enfim, tudo o que um metrô decente tem, só que na rua ao invés de debaixo dela. Ah! Os pontos também têm a plaquinha avisando quanto tempo vai demorar pra passar o próximo (tram ou ônibus), e é impressionante a precisão…

Esses dias eu achei um jornalzinho com as coisas que estão acontecendo em Viena no mês de abril, e uma das coisas era o aniversário desses novos trams, que eles chamaram de “super-baixos” porque eles ficam mesmo quase no nível da rua, e uma pessoa de cadeira de rodas pode por exemplo entrar e sair sem dificuldade. Adivinha há quanto tempo isso existe aqui? 15 anos!! Não são 3, ou 5, mas 15 anos! Um bondinho que eu pego todo dia achando que é uma coisa super moderna, taí faz um tempão… O Brasil ainda tem muito o que fazer no que diz respeito a transporte público.

1 thought on “Trams”

Comments are closed.